4 de julho de 2017

UNHAS DE GEL: Prós e Contras


Depois de me fartar de estar constantemente a pintar as unhas e de o verniz lascar em 3 dias, decidi experimentar colocar unhas de gel. Depois de muito procurar encontrei o instagram @tentacaodeunhas e, depois de ver as fotos, pareceram-me bastante bem feitas, pelo que decidi marcar para fazer aplicação de unhas de gel (recomendo imenso para quem mora no Porto).

Agora quase dois meses desde da aplicação e a caminho da segunda manutenção, decidi vir falar um pouco sobre o assunto. Contudo, não vou abordar a minha experiência aqui neste post, porque não tenho muito tempo com as unhas e porque haverá um post mais à frente sobre o assunto. Vou, portanto, falar dos prós e contras destas unhas.

PRÓS:

1. São resistentes e algumas têm uma aparência natural.

2. Podemos escolher o tamanho e a forma que quisermos, sendo que, as unhas naturais são, normalmente, mais limitadas.

3. A sua durabilidade é bastante superior quando comparada a unhas naturais, pois o verniz não lasca tão facilmente como o verniz normal.

4. Soluciona o problema das unhas partidas.

5. São ótimas para as pessoas que têm o hábito de roer as unhas, pois, dependendo da qualidade do gel, são mais difíceis de roer.

CONTRAS:

1. Dependendo do sítio em que as aplicam, pode ter custos elevados.

2. A remoção só pode (e deve) ser feita por profissionais, ou caso contrário podem danificar seriamente as vossas unhas. 

3. É um método que deve ser feito apenas por profissionais experientes, pois, quando o processo não é feito corretamente, pode originar fungos e/ou alergias.

4. No início a adaptação às novas unhas é um pouco complicado. 
 
5. As unhas podem ficar mais frágeis devido ao uso da broca na manutenção. 

Já colocaram unhas de gel? O que acharam?

29 de junho de 2017

A MINHA EXPERIÊNCIA NO SECUNDÁRIO


Na semana passada encerrei uma das etapas mais importantes e mais decisivas da minha vida: o Secundário. Foram 3 anos de inúmeras experiências novas, de várias lições de vida e de bons e maus momentos, mas sobretudo foram três anos em que eu cresci imenso enquanto pessoa. A pensar nisso, decidi falar-vos desta etapa que agora termina.

No Ensino Básico era uma boa aluna com uma média de notas de 4 e alguns 5. Fui para o Secundário entrando na última escola em que me tinha inscrito e com algum medo que me havia sido incutido pelos meus professores do Básico. Diziam que os professores não iam querer saber de nós, ia ser tudo muito difícil e as notas iam descer mas, se vão em setembro para o Secundário, não se assustem , é tudo mentira. Não digo que é igual ao Básico, porque não é, mas não é assim tão mau como dizem. Mas, vamos lá a uma pequena retrospetiva da minha experiência no Secundário!

Escolhi, com alguma facilidade, o curso de Línguas e Humanidades e não me arrependo minimamente. As minhas disciplinas opcionais foram Geografia A (que eu odiei!) e MACS, contudo não havia vagas na turma e acabei por ir (contra a minha vontade) para Espanhol, que se revelou uma agradável surpresa.

O 10º ano foi um ano bastante complicado, de muitas mudanças e de adaptação a uma escola nova, onde só conhecia uma pessoa. Foi um ano onde me fiquei a conhecer melhor, mas um ano que, como já disse, foi bastante complicado pois estava numa turma com pessoas com as quais não me identificava minimamente por diversos motivos. Comecei a faltar algumas vezes às aulas, pois não tinha motivação para ir para a escola, mas, felizmente, não tive notas assim tão más e acabei o ano com uma média de 14,5 valores. Se soubesse o que sei hoje, teria me esforçado mais pois a matéria é relativamente acessível, mas já não há nada a fazer.

No 11º ano, decidi que iria para a escola com uma mente mais aberta e acabei por conhecer alguns colegas de turma com os quais pretendo manter a amizade por muitos mais anos. Foi, portanto, um ano mais tranquilo, mas com matéria mais difícil e chata e que terminei com uma média de 14 valores. Na minha opinião, o 11º ano é o ano mais difícil do secundário, pelo menos no meu curso, mas não é esse bicho de 7 cabeças que estão a pensar.

O 12º ano foi o meu melhor ano, tanto a nível pessoal, como a nível escolar pois alcancei a tão desejada média de 16 valores e entrei no quadro de excelência. Escolhi como disciplinas opcionais Psicologia B, que não recomendo para os alunos de Línguas e Humanidades, pois é uma disciplina que tem o seu quê de Biologia, e Inglês que acabei com 19 valores (yeyyyy).

Enfim, esta foi a minha pequena retrospetiva da minha experiência no Secundário que foi, sem dúvida, uma das etapas mais marcantes da minha vida. Mas agora vêm as tão desejadas férias, BOAS FÉRIAS!


Como foi o vosso secundário? E que tal essas médias?

27 de junho de 2017

QUERIDOS, MUDEI O BLOG


Uma das minhas frases favoritas é "Nunca é tarde para recomeços. Pior que errar é não querer mudar". E, por isso, decidi que estava na altura de mudar o visual do blogue, pois não se adequava ao que eu queria para este meu cantinho. Estou a escrever este post às 2:47h da manhã, depois de acabar de configurar e mudar tudo o que pretendia. 

Tenho este blogue à meio ano e não tenho sido muito consistente, mas decidi que agora o iria ser e, por isso, podem esperar um post novo todas as terças e quintas. 

Dêem-me o vosso feedback pois é muito importante para mim saber a vossa opinião.

Espero que gostem do que vem por aí e até quinta!

8 de junho de 2017

8 Factos Estranhos Sobre Mim


De são e de louco todos temos um pouco, não é verdade? Por isso, decidi que o post de hoje seria sobre isso, 10 factos estranhos sobre a minha pessoa. Vamos lá!

1. Tenho uma coleção enorme de revistas 'Bravo' e outra de etiquetas de roupa.

2. Falo MUITO sozinha (okay, muita gente fala, mas tive que mencionar este facto).

3. Não gosto de 'fazer' praia. Sim, pode parecer normal para muita gente, mas sempre que digo isto a alguém, sou quase crucificada (risos).

4. Sempre que leio uma lista de algo, costumo começar pelo último tópico, por exemplo normalmente começaria a ler esta lista pelo número 8.

5. Tenho imensa impressão de tocar com as minhas unhas em superfícies rugosas, como toalhas. Só de pensar até me arrepio.

6. A minha mãe tem o hábito de me chamar 'Cici'. (será que conseguem adivinhar o meu nome?)

7. Quando cozinho costumo fazer de conta que estou num programa de televisão.

8. Sou muito distraída e tenho alguma dificuldade em focar-me em algo.


O que acharam? Têm algum destes factos em comum comigo?

6 de junho de 2017

5 Coisa Pelas Quais Sou Grata


Gratidão é algo que tenho vindo a praticar desde do início de 2017. Decidi que devo agradecer sempre pelas mais pequenas coisas, reclamar menos e guardar menos rancor. Não tem sido nada fácil, mas tem sido muito recompensador. Por isso, decidi trazer aqui para o blog uma lista das coisas/pessoas pelas quais sou mais grata.

A Minha Mãe: Sem dúvida a pessoa mais importante da minha vida. Perdi o meu pai com 12 anos e, desde essa altura, que ela tem feito o papel de mãe e de pai para mim e para o meu irmão. Não sei onde ela arranjou a força, mas o certo é que o fez, fazendo com que eu a admire ainda mais. Muitas vezes discutimos e temos as nossas desavenças, mas se não fosse assim, talvez não tivéssemos a relação especial que temos. Nunca lhe disse o quanto a admiro, nem tenho as palavras certas para o fazer, mas talvez um dia ela leia este post, e perceba o tamanho da minha admiração e do meu amor por ela.

A Minha Família: O amor que sinto pela minha família é indiscutível. São o meu pilar e o meu porto de abrigo. Posso destacar a minha tia, que tem sido como uma melhor amiga para mim. Ela tem sido a minha companhia de domingo, para passear, fazer compras, entre outras coisas. Todos os domingos, janto com a minha família mais próxima e posso dizer que esse é um dos melhores momentos da minha semana. Posso destacar também o meu irmão, que me faz rir e que nutre o mesmo sentimento que eu pelo nosso Benfica e, por isso, é um ótimo companheiro. 

Os Meus Amigos: São poucos mas bons. Ao longo da minha curta vida de 17 anos, percebi que as amizades não duram para sempre. Fui desiludida por pessoas que achei que estariam sempre do meu lado, fui surpreendida por pessoas que nunca pensei conhecer tão bem. Mas sou grata pelas pessoas que tenho a meu lado, são sem dúvidas as melhores que poderia ter.

O Benfica: Pode parecer parvo e pode até parecer estranho, mas a existência do Benfica é algo pelo qual sou muito grata. O Benfica é muito importante para mim, faz-me esquecer os problemas, faz-me muito bem. É certo que também me deixa muito ansiosa e, às vezes, faz-me sofrer um bocadinho, mas é uma das coisas pelas quais sou mais grata na minha vida.

Saúde: Ao longo da minha vida, aprendi que a saúde é o mais importante e uma das coisas mais preciosas que possuímos. Nunca tive nenhum problema grave de saúde, mas já tive dois familiares muito próximos com doenças muito graves, o que fez com que eu valorizasse ainda mais o facto de ter uma saúde de 'ferro'.

Quais são as coisas pelas quais são mais gratos/as?

1 de junho de 2017

PLAYLIST MAY'17


No post de hoje vou falar um pouco das músicas que mais tenho ouvido ao longo do mês e que mais tenho gostado. O mês de Maio foi um mês de várias emoções e, também, de muitos trabalhos, muitos testes e a música ajudou-me a esquecer todas as preocupações deste longo mês.

O artista que mais ouvi este mês foi, sem dúvida, o Ed Sheeran. Ainda não tinha parado para ouvir o álbum Divide, mas assim que o fiz apaixonei-me imediatamente. As minhas músicas favoritas são a Happier, a Supermarket Flowers e a Galway Girl.

Outra música que tenho ouvido muito é a Despacito do Luis Fonsi e a mesma em colaboração com o Justin Bieber. São músicas super divertidas e animadas, mesmo do estilo que eu mais gosto. Para fechar o leque de músicas "latinas", tenho ouvido a Subeme La Radio do Enrique Iglesias, cuja vibe me lembra imenso o verão.

Posso adicionar à minha playlist, a música Paris dos Chainsmokers, a 24K Magic do Bruno Mars e a I Feel It Coming do The Weeknd

Não poderia deixar deixar de fora desta lista uma das novas músicas da minha crush Harry Styles (risos). Sign of The Times é simplesmente linda e mostra o quanto ele cresceu. E, por último mas não menos importante, a música que é o motivo de tanto orgulho no Salvador Sobral por parte da população portuguesa. Amar Pelos Dois é uma música tão pura, tão simples, mas ao mesmo tempo com uma mensagem tão linda, que se tornou rapidamente numa das minhas favoritas.



Qual a vossa música favorita do mês de Maio?

30 de maio de 2017

Os Meus Pins Favoritos // Maio


Nova rubrica aqui no blog! A partir de agora, no final de cada mês ou a cada dois meses, vou mostrar-vos os meus pins favoritos do mês. Este post divide-se em três categorias: fashion, onde vos mostro os meus looks favoritos do pinterest, decor, onde podem ver as minhas preferências no que toca a decoração, e random, onde vos mostro as minhas fotos preferidas sem qualquer categoria definida. 

Nunca divulguei o meu Pinterest, pois é pessoal e, por enquanto, não pretendo criar um para o blog. No entanto, posso-vos dizer, sem qualquer tipo de dúvida, que o Pinterest é uma das minhas redes sociais favoritas, superando o WeHeartIt e o Facebook. O amor pelo Pinterest é tanto, que passo lá horas sem fim a procurar inspiração para os mais diversos momento da minha vida. Vamos lá então aos meus pins do mês!

FASHION:


A primeira foto é uma das tendências do momento que mais gosto de ver. Apesar de não usar, pois acho que não combina comigo, adoro ver noutras pessoas. A segunda foto é totalmente o meu estilo, adoro usar umas calças de ganga com uma blusa mais fluída, é super confortável e, ao mesmo tempo, é giro. Na terceira foto vemos as duas das minhas cores favoritas: o branco, claro, e o rosa-bebé que eu estou a adorar usar. Na última foto escolhi um look todo preto porque, como se costuma dizer, "com preto nunca me comprometo!".

DECOR:


A minha outra cor favorita é, como podem ver, cinzento. Simplesmente adoro casas decoradas de cinzento e rosa-bebé, acho que fica super harmónico e bonito. A minha futura casa vai ser, sem dúvida, com estas cores um pouco por todo lado.

RANDOM:


No tópico random, vou mostrar-vos as minhas fotos aleatórias favoritas do mês. Este tipo de fotos são a principal razão pela qual navego no Pinterest: à procura de fotos bonitas, fofinhas e inspiradoras!

1. Esta é, sem dúvida, a minha frase do mês. De nada adianta, imitarmos A ou B, só vamos arranjar amigos e ser felizes se formos nós próprios e não se estivermos a ser como toda a gente.

2. As minhas fotos favoritas de toda a internet. Adoro estas fotos de cães fofinhos, acho super queridos. Adorava ter um cão ou um gato mas, infelizmente, a minha mãe não deixa.

3. Escolhi esta maquilhagem para os favoritos do mês pois, para além de ser muito bonita, tem os meus tons favoritos para uma maquilhagem mais forte.

4. Adorei esta foto de girassóis, são tão lindas que não podia deixar de fora deste post!

5. A minha foto favorita do meu momento favorito do mês. Como contei no post 50 Factos Sobre Mim, sou uma benfiquista ferrenha e por isso fiquei felicíssima com a conquista do Tetracampeonato. Foi uma época muito longa, de muito trabalho e, também, de muito sofrimento, mas o final foi tão bom que esquecemos todo o sofrimento pelo qual passamos.

Costumam usar o Pinterest? O que acharam deste tipo de post?

25 de maio de 2017

Brain Workout


Exercitar o cérebro é muito importante para que possamos atingir os nossos objetivos. Com a aplicação de certos e determinados hábitos no nosso quotidiano, conseguimos aumentar a nossa produtividade e ficamos, assim, mais perto dos nossos sonhos/objetivos. Portanto, decidi trazer-vos algumas das dicas que, apesar de simples, exercitam o nosso cérebro.

Confia nas listas: Recorre às listas para reunires todas as tarefas. No começo de cada dia ou até no dia anterior, lista as tuas tarefas e define prioridades. Controla o tempo e não deixes que seja o contrário.

Aplica a regra dos 2 minutos: Se tens tarefas que podem ser feitas em dois minutos ou menos, deves executá-las o mais rápido possível. Assim, evitas a acumulação de pequenas tarefas.

Lê todos os dias: Não precisa de ser um livro. Pode ser um artigo ou uma reportagem numa revista ou num jornal do teu interesse, ou um post no teu blog favorito. E não precisas de ler muito, o importante é que acrescente algo de valor.

Usa o poder da visualização: Procura esboçar na tua mente aquilo que queres fazer antes de acontecer. Este exercício vai permitir-te refletir sobre a situação e melhorá-la vezes sem conta até a meteres em prática. 

Partilha interesses: Procura alguém com as mesmas paixões do que tu com o intuito de criar  compromisso. Assim, terás uma pessoa com quem poderás conversar sobre interesses comuns e estimular ideias um do outro.

Desliga as notificações: Para evitar desconcentrações e demoras excessivas, desliga-te das redes sociais e chats. Cada vez que és interrompido demoras tempo a voltar a focar-te no que realmente interessa. 

Desiste do multitasking: Falar no facebook, ver uma série e rever a matéria dada - esquece: vais confundir a pessoa com quem conversas, não perceber quem é o assassino da série e ficar só de livros abertos.

Respeita o tempo das pausas: Faz pausas no trabalho para evitar desgaste desnecessário mas regressa quando passou o tempo suficiente para arejar a cabeça. Não te deixes distrair com pausas muito longas.

Define quando parar: Antes de começares uma tarefa define a quantidade de tempo necessária para a fazer até ser necessário descansares. Faz a pausa apenas quando chegares a essa hora.

Dorme o suficiente: E a horas decentes! A falta de sono vai impedir que te foques nas tarefas que tens de realizar e que estejas concentrado nas mesmas.

Segues algumas destas dicas? Quais?

23 de maio de 2017

10 Lições que Aprendi com Girlboss


Estava a navegar pelo Netflix, à procura de algo interessante para ver até que encontrei Girlboss e, depois de ver o trailer, carreguei no play e entrei no mundo de Sophia Amoruso, a criadora de uma loja de roupas vintage no Ebay, a Nasty Gal. A série segue o percurso de uma rapariga de 22 anos, que não está muito contente com a sua 'vida adulta' e que necessita fazer algo para mudar de vida e assim nasce a sua loja online que vai acabar por se tornar numa empresa global.

Ao contrário do que o título possa sugerir, a série não é só para o público feminino e muito menos sobre o mundo corporativo. Girlboss, baseada numa história verídica, é uma série de comédia muito 'fácil' de se ver, com episódios de cerca de 30 minutos que nos ensina algumas coisas sobre a vida. Quando acabei a série, senti-me bastante inspirada e, depois de ler o livro decidi vir partilhar com vocês 10 lições que aprendemos com Girlboss.


1. O sucesso não cai do céu, é preciso trabalhar muito para conquistar os nossos objetivos.

2. Nem sempre acertamos à primeira, e tudo bem.

3. Devemos valorizar mais a honestidade do que a perfeição.

4. Acreditar em nós próprios é o primeiro passo para o sucesso.

5. Existem oportunidades secretas escondidas dentro de cada fracasso.

6. É impossível ser bem sucedidos a fazer algo que odiamos.

7. Precisamos de ter a intenção de realizar os nossos sonhos, mas também temos que deixar espaço para que o universo faça as coisas à maneira dele. Não devemos ficar focados demais numa oportunidade específica a ponto de ficar "cegos" para as outras que apareçam. 

8. Devemos competir com nós próprios e não com os outros. 

9. Quebrar as regras só por diversão é demasiado fácil  – o verdadeiro desafio está em aperfeiçoar a arte de saber que regras aceitar e quais reescrever.

10. Quando atingirmos o sucesso, não podemos parar. Não é uma questão de ser insaciável, mas de não nos acomodarmos.


Já viram Girlboss? O que acharam?

18 de maio de 2017

Travel Bucket List - Europe


Sempre adorei viajar. Desde a mais pequena viagem para a aldeia à minha maior viagem até Roma, senti sempre aquele friozinho na barriga e aquela felicidade por mudar de ares durante uns dias. É incrível poder viver, ainda que por pouco tempo, uma cultura diferente da nossa e conhecer pessoas com personalidades completamente diferentes e verificar se, de facto, os estereótipos que dizem as más línguas são verdadeiros.

A minha primeira viagem internacional foi a Itália, mais especificamente Roma. Foi no 10º ano com a minha turma com quem não tinha muita afinidade mas, apesar disso, foi muito enriquecedora e fez com que amadurecesse um pouco, pois foi a primeira vez em em 15 anos que estive separada por mais de dois dias da minha mãe, sem ter uma figura da minha confiança por perto. Felizmente, tudo correu pelo melhor.

Este é o primeiro post da série Travel Bucket List, onde vos contarei cinco locais de cada continente que quero conhecer/visitar antes de morrer. Comecei pela Europa não só por ser o nosso continente, mas também por serem viagens mais acessíveis , dada a distância. Vamos então à minha listinha:

BARCELONA, ESPANHA:


Apesar de não ser muito fã do nosso país vizinho, Barcelona é sem dúvida uma das cidades que quero visitar antes de morrer. É uma cidade super cheia com tanta informação que se pestanejarmos, perdemos. Apesar de não ser muito religiosa, tenho imensa curiosidade em conhecer a Sagrada Família. Outro dos locais que gostaria de visitar é o Camp Nou, o estádio do Barcelona. Nem simpatizo muito com o Barcelona FC, até prefiro o Real Madrid, mas não posso negar que é um estádio muito bonito e, sendo o Barcelona um dos colossos futebolísticos da Europa, não poderia perder  a oportunidade de conhecer o seu estádio. 

LONDRES, INGLATERRA:


Apesar de ser um pouco cliché, tudo o que é relacionado a esta cidade britânica fascina-me. Não sou muito fã do tempo cinzento característico da cidade, mas confesso que o tempo não muda nem um pouco a adoração que tenho por esta cidade. Adoraria visitar o Palácio de Buckingham, pois confesso que adoro tudo o que envolve a Família Real. Outro dos locais que vou, com certeza, visitar é o London Eye. Através da famosa roda-gigante, conseguimos ter uma vista maravilhosa da cidade londrina, que deve ser apaixonante.

AMESTERDÃO, PAÍSES BAIXOS:


Depois de ver o filme "A Culpa é das Estrelas", fiquei com muita vontade de conhecer Amesterdão. É uma cidade histórica e cosmopolita que, desde então, me fascinou. A Casa da Anne Frank é um dos locais que quero visitar devido ao seu forte valor histórico e emotivo. Outra das coisas que quero muito fazer nesta cidade é um passeio de barco pelos canais. Para além de conhecer-mos inúmeros pontos históricos, podemos apreciar a paisagem linda da cidade. 

CRETA, GRÉCIA:


Caso não saibam foi em Creta que "nasceram" os deuses do Olimpo e, sendo eu uma fã de tudo o que envolve a mitologia grega, não poderia de deixar esta ilha de fora da minha lista. Apesar de não ser grande fã de "fazer" praia não perderia a oportunidade de visitar a maravilhosa praia de Elafossini. Quero visitar, também, a ilha de Spinalonga, considerada uma das bonitas da Grécia. E, como Creta não é só praias, o Museu Arqueológico de Heraklion está na minha lista de locais a visitar, para poder conhecer um pouco mais do passado arqueológico da ilha.

MUNIQUE, ALEMANHA: 


Por último, mas não menos importante escolhi Munique, a 3º maior cidade alemã. Quero muito visitar o Campo de Concentração de Dachau, um dos primeiros campos de concentração da Europa. Esta visita é um mergulho na parte mais triste e sombria da Alemanha mas, pelo que ouvi dizer, a visita vale muito a pena, pois podemos conhecer um pouco sobre como funcionava o campo de concentração, como eram tratados os sobrevivente, etc. Apesar de não ser muito fã de cerveja, adoraria visitar a Hofbräuhaus, uma famosa cervejaria alemã, para provar a cerveja e verificar se é realmente tão boa quanto dizem.

Quais as cidades que sonham visitar na Europa?